Ir para o conteúdo principal desta página

 

Roteiro do Espaço de Aprendizagem


OBJECTIVO

O grande objetivo do Espaço de Aprendizagem é ser, na Plataforma GEOfundos, o espaço onde se disponibiliza informação útil e de forma organizada às Organizações Sociais, capacitando-as com conhecimento e melhorando a sua aptidão para obter financiamento de forma bem-sucedida e eficaz.

ESTRUTURA

O Espaço de Aprendizagem encontra-se organizado por temas com um alinhamento entre si, e para cada tema disponibilizam-se recursos úteis em diferentes formatos, desde uma abordagem mais breve, através de curtos vídeos, até relatórios ou artigos científicos com maior detalhe sobre o tema em questão.



Figura 1 - Organização geral dos temas abordados no Espaço de Aprendizagem


ROTEIRO

Como a consulta dos conteúdos aqui presentes é feita de forma livre e não necessariamente sequencial, é relevante explicitar de que forma os temas abordados contribuem para a capacitação de organizações, projetos ou iniciativas sociais no acesso a financiamento.

Glossário para o Financiamento Social

Transversal a todos os temas referidos, existe um glossário que clarifica os principais conceitos presentes no Espaço de Aprendizagem, que quotidianamente vão sendo aplicados nesta área do financiamento social. 

Financiamento das iniciativas sociais em Portugal

O Espaço de Aprendizagem inicia com um ponto de situação do financiamento das iniciativas sociais em Portugal, salientando os seus principais pontos de melhoria, como aumentar a robustez dos recursos financeiros ou melhorar a capacidade de capitalização. 
Estas questões dão o mote para os temas abordados, organizados em duas grandes áreas, a partir das quais são desenvolvidos os temas específicos que o consórcio acredita serem de maior valor para a capacitação das organizações nesta questão do financiamento:
1.  Aptidão das Organizações para o Financiamento;
2.  Preparação para o acesso ao Financiamento. 

Aptidão das Organizações para o Financiamento

 
 
Figura 2 – Temas abordados sob a área “Aptidão das Organizações para o financiamento”

A aptidão das organizações para o financiamento obriga a um olhar interno e de diagnóstico das próprias estruturas, processos e atividades, isto é, a uma análise em ambas as vertentes estratégica e operacional. Tal implica por um lado a incursão nas questões da governança e gestão estratégica da organização enquanto enquadramento para a distinção da organização e da sua criação de valor para a sociedade.

Por outro lado, as orientações estratégicas refletem-se nas operações do dia-a-dia, pelo que os recursos e ativos da organização necessitam de uma gestão operacional que os potencie. Esta gestão operacional preocupa-se com as sinergias internas (os seus recursos humanos) e externas (parcerias), para uma maior concretização da missão e transformação da realidade em que intervêm. 

Finalmente, e de forma transversal às duas vertentes, salienta-se a importância dos processos de avaliação, através dos quais se estabelecem mecanismos de feedback para a aprendizagem e melhoria contínua, na perspetiva de se maximizar o impacto gerado. Esta é um ponto crucial para as entidades terem evidência dos seus resultados e os poderem apresentar a possíveis investidores/parceiros.

Preparação para o acesso ao Financiamento



Figura 3 – Temas abordados sob a área “Preparação para o acesso ao Financiamento”

Na preparação para o acesso ao financiamento abordam-se essencialmente os aspetos relevantes para viabilização económica da iniciativa e a procura de financiamento de uma forma eficaz e eficiente. Tal inclui a definição do modelo de negócio adequado e a partir daí o desenvolvimento do plano de negócios, com particular atenção aos pontos críticos que podem ameaçar a continuidade da iniciativa.

Numa segunda fase, percebendo que existem diferentes tipos de financiamento, que têm significados diferentes e que operam no mercado de forma distinta, é analisada a adequabilidade de cada um desses financiamentos para os diferentes estados de maturidade das iniciativas, para que estas se foquem e direcionem ao tipo de financiamento mais indicado à sua situação particular. 

Por último aborda-se a questão da preparação de candidaturas, percebendo os passos essenciais do processo de candidatura e a consolidação da apresentação da iniciativa através de uma comunicação forte.


Faça aqui a sua subscrição e tire partido de todas as vantagens que a GEOfundos tem para si!

Associação Mutualista Montepio Call To Action Cases Fundação Calouste Gulbenkian
Fundação PT IES Stone Soup TESE